Justiça manda soltar comerciante acusado de torturar quilombola

Publicado em: 19/09/2021

A magistrada acatou o parecer o Ministério Público, que entendeu que não há mais fundamentos legais que sustentem a prisão preventiva do comerciante. Assim, ela determinou a soltura.

Alberan Freitas foi preso preventivamente na última sexta-feira (17). Ele é acusado de praticar o crime de tortura junto com o amigo André Barbosa, que fez a filmagem, mas que se encontra foragido.

O caso chegou a ganhar viés político pelo fato de Alberan ter fotos em apoio ao presidente Jair Bolsonaro em seus perfis das redes sociais.

 




Faça o seu comentário