Melinda Gates pode se tornar a segunda mulher mais rica do mundo após divórcio

Publicado em: 05/05/2021

                                 Foto: Frederic Stevens/Getty Images

 

A fortuna do casal Bill e Melinda Gates deve ser dividida igualmente em casos em que não há acordo pré-nupcial, segundo a legislação do Estado de Washington, nos Estados Unidos, onde o ‘casal 20’ da Microsoft vive desde que se casou em 1994, informa o jornal britânico The Guardian.

Melinda French Gates, que agora adotou o nome de solteira nas redes sociais, pode herdar fortuna do ex-marido avaliada em cerca de US$ 73 bilhões, já que o fundador da Microsoft possui, atualmente, patrimônio avaliado em US$ 146 bilhões, de acordo com o ranking anual da Forbes.

O primeiro lugar está com Françoise Bettencourt Meyers, a dona da marca L’Oreal e cuja fortuna é de US$ 83 bilhões. Assim, Melinda pode ser a segunda mulher mais rica do mundo, segundo o mesmo levantamento da Forbes.

Muito comum nos EUA, o acordo pré-nupcial é uma garantia legal assinada antes do casamento para impor condições e divisões de bens caso um casal venha a se divorciar. No caso do contrato de separação, as condições podem ser definidas pelos requerentes e não precisa da presença de autoridades para ser assinado.

Segundo o site TMZ, Melinda não pediu nenhum tipo de pensão e a divisão dos bens será concluída com o auxílio do tribunal americano.

Desde que Melinda e Bill anunciaram o divórcio nas redes sociais na segunda-feira, 3, não estava claro que fim teria a fortuna do casal. Além disso, também não foi anunciado o destino da Fundação Bill and Melinda Gates, instituição filantrópica que era dirigida pelos dois com o intuito de promover a ciência e a saúde no mundo.

“Nos últimos 27 anos, criamos três filhos incríveis e construímos uma fundação que trabalha em todo o mundo para permitir que as pessoas tenham vidas saudáveis e produtivas”, afirmou o comunicado do divórcio.

 

Link – Estadão Conteúdo

 




Faça o seu comentário