Ex-prefeito de Macau chega ao dia da eleição com candidatura indeferida e votos recebidos serão nulos, segundo aplicativo do TSE

Publicado em: 01/10/2016

Ex-prefeito de Macau chega ao dia da eleição com candidatura indeferida e votos recebidos serão nulos, segundo aplicativo do TSE

A cidade de Macau vive uma situação atípica na sua história política. A menos de doze horas do início da votação que vai eleger o futuro prefeito e vereadores, o médico e ex-prefeito José Antônio Menezes (DEM) continua sem registro de candidatura deferido pela justiça e dessa forma, não terá os votos computados pelo sistema do Tribunal Superior Eleitoral-TSE, neste domingo, 2.

Estão aptos a receber os votos do eleitor do macauense com as candidaturas deferidas, sem recursos na Justiça Eleitoral, os candidatos a prefeito, Tulio Lemos (PSD), Dércio Cabral (PDT) e Edival da Lanchonete (PR). A situação da candidatura de Zé Antonio que aguarda julgamento de recurso no Tribunal Regional Eleitoral-TRE é delicada e tem gerado dúvidas até do seu eleitor. O candidato Maurício Andrade do PSOL está nas mesmas condições de Zé Antonio, mas não fez campanha política.

 

 

 




Faça o seu comentário